10 Livros sobre Paris e seus Segredos

10 Livros sobre Paris e seus Segredos

Tempo de leitura: 11 minutos

10 Livros sobre Paris e seus Segredos são sugestões coletadas por mim e colaboradores, de histórias e acontecimentos que se passaram na cidade (ou que estejam relacionadas com ela), escritas de forma a nos divertir, aprender, surpreender e a nos emocionar.

Muitos das pessoas que viajem a Paris ou para qualquer cidade do mundo, procuram se informar antes, sobre detalhes da história, informações, dicas e acontecimentos sobre a cidade a ser visitada.

Além é claro daquelas informações básicas como: os principais pontos turísticos, centros culturais, museus, exposições, espetáculos, óperas, balés, shows… Enfim, tudo que uma grande cidade pode oferecer.

Paris ainda é o cenário ideal desses escritores que contam suas histórias em romances, aventuras, policiais, ficções, crônicas, poesia e em livros de turismo.

Minha intenção com esse artigo é relacionar alguns livros interessantes que você pode adquirir sem precisar sair procurando em lojas físicas, com somente alguns cliques, sua compra é direcionada a plataforma do grupo “Amazon” , maior livraria online do mundo, que finalizará a venda de forma segura, protegida, e com a garantia que a entrega do produto chegue direto no endereço fornecido, em qualquer parte do Brasil.

Para comprar ou ter mais informações sobre a obra, clique na capa do livro de seu interesse:

1- Segredos de Paris (2015). Para colorir.

10 Livros sobre Paris e seus Segredos
Segredos de Paris.Editora: Sextante.

Autora e Ilustrações: Zoé De Las Cases. Tradução: Viviane Diniz. Editora: Sextante 

A ilustradora Zoé de Las Cases conseguiu capturar a alma da cidade nos desenhos e agora cabe a você colori-los. Dê asas à sua imaginação enquanto viaja pelas encantadoras ruas de Paris, passeia pelas margens do rio Sena e admira a Torre Eiffel. Com seus cafés, bistrôs, butiques e antigas construções, a capital francesa é um dos cenários mais lindos e românticos do mundo.

Aproveite essas belas ilustrações para deixar de lado as suas preocupações e se inspire no charmoso estilo de vida parisiense. Bem ilustrado, com riquezas de detalhes, estimula a criatividade e momentos de profundo relaxamento mental.

2- Dicionário de Provérbios (2003).

10 Livros sobre Paris e seus Segredos
“Dicionário de Provérbios”, de H. Lacerda, R. Lacerda e E. Abreu.

Autores: Helena da Rosa Cortes de Lacerda (moderadora do grupo no Facebook; Segredo de Paris), Roberto Cortes de Lacerda e Estela dos Santos Abreu. Editora: Unesp.

Os autores dessa obra reuniram na forma de um dicionário, numerosos provérbios e sentenças populares na língua francesa, inglesa e portuguesa. Agora na sua 2° edição foi reeditada e ampliada com provérbios em Espanhol, Italiano, Alemão, Grego e Latim. Interessante e muito prático para consultas e curiosidades.

3- Paris. Guia Visual + Mapa (2011) .

10 Livros sobre Paris e seus Segredos
“Paris. Guia Visual ( + Mapa )”., da Folha de S.P. 

Vários autores. Editora: Folha de São Paulo.

A nova edição deste guia supercompleto apresenta a capital francesa em mais de 1.200 fotos, ilustrações, mapas e plantas. Traz destaques de cada região de Paris, menciona eventos que ocorrem ao longo do ano e comenta fatos históricos passados em locais como o Arco do Triunfo, a Notre-Dame, a Bastilha e o Louvre.

Excelente para quem quer tomar conhecimento sobre Paris, antes de chegar. Muito prático para você criar seu próprio o roteiro de visitas. Vem com um mapa completo do metrô e RER (trem de periferia), muito útil para se levar e um outro dobrável da cidade.

Inclui sugestões de passeio a pé, museus, igrejas, lojas, parques, cafés, restaurantes e hospedagem, para fazer com que cada momento seu na cidade, seja inesquecível.

4- A História Secreta de Paris (2011).

10 Livros sobre Paris e seus Segredos
“A História secreta de Paris”, de Andrew Hussey.

Autor: Andrew Hussey. Editora: Amarilys.

Como ladrões, vigaristas, cruzados, santas, prostitutas, déspotas, anarquistas, poetas e sonhadores transformaram um povoado gaulês na cidade luz da Europa

O jornalista Andrew Hussey apresenta uma infinidade de personagens cujas histórias viajam pelo tempo. Movimentos sociais, religiosos, culturais e políticos, palácios, bordéis, catedrais, dos pontos mais obscuros e marginais da cidade mais mada do mundo.

Paris, cidade das luzes e da escuridão. Um lugar famoso por ser o epicentro de revoluções e reinvenções sem fim, que atrai para suas ruas vibrantes, desde sempre, tanto os mais elevados como os mais baixos ideais.

5- E foram todos para Paris (2011).

“E foram todos para Paris”, de Sérgio Augusto.

Autor: Sérgio Augusto. Editora: Casa da Palavra.

Nos passos da cidade-luz dos anos 20.

Muito mais que um simples roteiro de viagem, este livro nos leva de volta à cidade-luz dos anos 1920 onde a cultura, a arte, a arquitetura e a liberdade eram o cenário de artistas que moravam na capital francesa e mais tarde se tornaram grandes nomes da história, como Ernest Hemingway, Picasso, Zelda e Scott Fitzgerald, Kiki e Josephine Baker.

O livro retrata com nostalgia um passado onde a festa parecia não ter fim. “A Paris de Hemingway & cia”. — mais conhecida como a Paris da Geração Perdida.

O autor levantou endereços, montou mapas e itinerários, e saiu em busca de um tempo perdido, com sua inseparável Canon analógica e um caderno de notas. A reportagem original, publicada em 18 de janeiro de 1990 nas páginas de Turismo do jornal Folha de S. Paulo, se intitulava “A geração perdida ainda está em Paris” e tornou-se um guia de viagem sui generis para aqueles que vão à capital francesa para muito mais do que comer, beber, fazer compras e subir na torre Eiffel.

6- Paris sobre Trilhos (2012).

10 Livros sobre Paris e seus Segredos
“Paris sobre Trilhos”, de Ina Caro.

Autora: Ina Caro. Tradutor: Alexandre Raposo. Editora: Leya.

O charme e a história de Paris vistos da janela dos trens.

Ina Caro conta suas experiências viajando de trem por cidades próximas a Paris e por metrô dentro da própria cidade. Nos conta por onde passa a história de cada lugar e seus monumentos. Livro super agradável, com uma leitura para fazer viajar a mente.

7- A Invenção de Paris. A cada passo uma descoberta (2017).

Autor: Eric Hazan. Tradutor: Mauro Pinheiro. Editora: Estação Liberdade.

10 Livros sobre Paris e seus Segredos
“A Invenção de Paris”, de Eric Hazan.

O que as esquinas, as muralhas e as calçadas de Paris contariam, se pudessem falar?

E quanto aos ilustres e anônimos que viveram, sonharam e morreram nessas ruas, que tipo de cidade eles cantariam se suas vozes ainda ressoassem pelos séculos?

Todas essas vozes, histórias, glórias e tragédias estão em A invenção de Paris – A cada passo uma descoberta, do historiador francês Eric Hazan.

Com faro de contador de histórias e rigor de pesquisador, Hazan faz em seu livro uma biografia afetiva e “anti-oficial” de Paris, passo a passo, século a século, revivendo a história oculta (e, não raro, sangrenta) da capital francesa.

O autor produz essa história com base em seu extenso conhecimento da cidade – e também recorrendo aos grandes literatos e artistas que passaram por suas ruas: do épico Victor Hugo ao flâneur poético Baudelaire, das telas de Manet e Degas aos lendários cliques de Brassaï, Atget e Doisneau.

O livro se divide em três partes, sempre pontuadas pelas frases das figuras históricas convocadas por Hazan.

8- Paris. Biografia de uma cidade (2009).

10 Livros sobre Paris e seus Segredos
“Paris. Biografia de uma cidade”, de Colin Jones,.

Autor: Colin Jones. Editora: L&PM.

Paris testemunhou mais acontecimentos importantes do que qualquer outra grande cidade, desde guerras, terror e invasões até grandes levantes políticos e revoluções artísticas. Foco de inúmeras gerações de admiradores e detratores, a cidade evoca imagens vívidas até mesmo naqueles que nunca lá estiveram. Nenhum lugar na Terra foi mais percorrido e mais imortalizado pela literatura, pelas artes plásticas, pelo cinema, pela fotografia e pela música.

Nesta rica e extremamente divertida obra, Colin Jones expressa uma idéia da cidade de Paris tal como ela foi vivida, experienciada e imaginada ao longo dos seus dois mil anos de história. Com um olhar atento para o detalhe revelador, inusitado e por vezes horrível, ele conduz o leitor pela Paris dos romanos até os dias de hoje, recriando os altos e baixos do passado da cidade e seus habitantes

9- Paris. Retrato de uma cidade (2013).

“Paris. Retrato de uma cidade”, de vários autores.

Autores: Vários. Editora: Taschen.

Este livro é um guia prático ilustrado com 150 fotografias acompanhadas de notas informativas e citações inspiradoras, que condensa a vitalidade e a história da cidade de Paris.

Cidade construída sobre dois milênios de história, Paris agora está entrando no terceiro século de seu caso de amor com a fotografia.

Nas margens do rio Sena, onde Niépce e Daguerre (considerados os pais da fotografia) oficialmente lançaram as bases de uma nova arte, que continuou a florescer desde então, e tem desenvolvido a sua própria língua e muito característico, bem como tornar-se uma ferramenta vital para o conhecimento.

“Paris, retrato de uma cidade” mostra séculos de história e transformação da cidade a partir de fotografias, desde os primeiros daguerreótipos (antigo aparelho fotográfico inventado por Daguerre 1787-1851, físico e pintor francês, que fixava as imagens obtidas na câmara escura numa folha de prata sobre uma placa de cobre) até imagens muito recentes.

Neste livro, você vai viver o passado e o presente, o monumental e o cotidiano, objetos e pessoas. As imagens, captadas por fotógrafos famosos como: Daguerre, Marville, Atget, Lartigue, Brassaï, Kertész, Ronis, Doisneau, Cartier -Bresson e muitos outros. Mas também por fotógrafos anônimos, tentando entender um pouco do “ar parisiense” um instante de poesia, mesmo assim particular, que emerge das rochas e os habitantes de uma cidade em mudança perpétua, que ao longo dos anos inspirou inúmeros escritores e artistas.

10- Os crimes de Paris (2013).

Autores: Dorothy Hoobler e Thomas Hoobler. Editora: Três Estacões.

“Os crimes de Paris”, de Dorothy Hoobler.

Paris, nos primeiros anos do século XX, vivia o auge de seu prestígio cultural e de sua pujança econômica.

As mudanças urbanas realizadas nas décadas anteriores, a expansão do comércio de luxo e o desenvolvimento técnico-científico fizeram da cidade um modelo de excelência, beleza, divertimento e inovação.

Paris era o centro do mundo e o coração da modernidade. Para a capital francesa, convergiam escritores, artistas e cientistas de toda parte, a fim de desenvolver seus trabalhos em um ambiente cultural fervilhante e de se tornar conhecidos internacionalmente.

A Belle Époque parisiense, entretanto, também foi um tempo de violência e de medo. A cidade vivia sob a persistente ameaça de bandidos de toda espécie: falsários, ladrões, assassinos em série e quadrilhas de assaltantes – como os apaches, que roubavam os passantes à luz do dia.

Além deles, havia os grupos anarquistas que sonhavam destruir o capitalismo com ações violentas – como o bando de Jules Bonnot, o primeiro a utilizar o recém-inventado automóvel para escapar de um assalto a banco.

A partir de um dos crimes mais espantosos da época, o roubo da Mona Lisa do Museu do Louvre, em 1911, Dorothy e Thomas Hoobler percorrem os dois lados de Paris – o luminoso e o obscuro – e constroem para o leitor um painel tão completo quanto fascinante desse período.

Não são, no entanto, apenas os intrépidos e cruéis bandidos que têm lugar na obra. Do lado da lei, emergem como protagonistas os principais inventores da criminologia moderna, como Alphonse Bertillon, que introduziu a antropometria e a fotografia da cena do crime, e o croata-argentino Juan Vucetich, pioneiro da adoção das impressões digitais na identificação de criminosos.

Os crimes de Paris consegue ainda a proeza de apresentar um vasto panorama histórico-cultural do final da Belle Époque por meio de uma narrativa feita de suspense e emoção, com sucessivas descobertas e surpresas.

E-books:

Sugestões: “Paris Vivências”, de Cynthia Camargo.

Dicas de viagem: “Como viajar barato para França”, de Simon Canteloup.

Seguro Viagem:

Escolha no site: “Segurospromo” o seu melhor plano de Seguro Viagem.

Precisa de uma guia profissional em Paris, clique no botão abaixo para mais informações e agendamento:

1 comentário

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *