Histórias da França

14 de Julho: Festa Nacional francesa

14 de Julho: Festa Nacional francesa

12 minutos 14 de julho: A festa Nacional Francesa foi instituído feriado nacional, em 6 de julho de 1880, quase um século mais tarde, sob a 3ª República. Torre Eiffel. Fogos de 2009. Foto: Thierry Nava . Como quase todas as pessoas imaginam essa data é festejada em comemoração a Queda da Bastilha em 14 de julho de 1789, que deu fim a monarquia, e o regime absoluto dos reis da França. No entanto, essa data também esta relacionada com festa da Federação comemorada Continue lendo

História da Place Vendôme a 4° Praça Real

História da Place Vendôme a 4° Praça Real

9 minutos História da Place Vendôme a 4° Praça Real de Paris localizada no 1° distrito é um modelo típico do urbanismo clássico francês, simetria, elegância, lindamente bela e instigante. Construída em forma quadrada, e chinfrada nos cantos, considerada uma das mais luxuosas do mundo. Praça Vendôme, Paris (75001). O marquês de Louvois, François Michel Le Tellier (1641-1691), em 1685 decidiu como superintendente dos edifícios de Paris de construir uma grande praça em forma de retângulo para servir como um quadro ideal para homenagear Continue lendo

História da Place des Victoires a 3° Praça Real de Paris

História da Place des Victoires a 3° Praça Real de Paris

6 minutos História da Place des Victoires a 3° Praça Real de Paris ou Praça das Vitórias localizada no 1° e 2° distrito, teve início sua construção em 1685, alguns anos depois Praça Dauphine (1614) em homenagem a Luís XIV (1638-1715) por suas vitórias militares. Em 1678, após seis anos de guerra, foi assinada a paz de Nimega assinada entre a França e os países derrotados; Espanha, Holanda, Sacro Império Romano-Germânico e Brandeburgo (parte da Alemanha atual). Um nobre cortesão francês, marechal da França, Continue lendo

História da Place Dauphine a 2° Praça Real de Paris

História da Place Dauphine a 2° Praça Real de Paris

3 minutos A História da Place Dauphine a 2° Praça Real de Paris inaugurada em 1614, depois da Praça de Vosges (1612), também foi construída por ordens do rei Henrique IV (1589-1610), em homenagem ao nascimento de seu filho primogênito e sucessor (delfim), e futuro rei da França, Luís XIII (1601-1644). Nascimento de Luís XIII, a Fontainebleau 1601, por Paul Rubens. Louvre. Praça é substantivo feminino, portanto o nome que acompanha também deve ser feminino, no caso, “Dauphin” é masculino, e passa ser feminino Continue lendo

História da Praça dos Vosges a 1° Praça Real de Paris

História da Praça dos Vosges a 1° Praça Real de Paris

8 minutos A história da Praça dos Vosges a 1° Praça Real de Paris teve início com o primeiro rei Bourbon no trono da França, Henrique IV (1589-1610), que depois de se converter ao catolicismo precisava aos olhos da população, legitimar sua autoridade, seu poder real suas decisões administrativas e principalmente aumentar a renda da coroa. A Praça dos Vosges, antiga Praça Real foi construída numa área onde se encontrava um palacete real conhecida como: Hôtel des Tournelles, (edifício de 1338), mas devido a um acidente nos Continue lendo

A lenda da rocha e da passagem da bruxa em Montmatre

A lenda da rocha e da passagem da bruxa em Montmatre

3 minutos A lenda da rocha e da passagem da bruxa em Montmatre, se encontra escondida num caminho sinuoso, privativo, junto a uma escadaria íngreme, rodeada por belas residências, árvores e plantas, protegida por dois portões de ferro com fechaduras eletrônicas e senhas, entre o 23 da avenida Junot e 65 da rua Lepic, no 18° arrondissement, em Paris. Passagem da Bruxa (Passage de la Sorcière), Montmatre, (75018), Paris. A lenda da rocha e da passagem da bruxa em Montmatre: Muitas lendas e histórias Continue lendo

As 12 estátuas da Joana d’Arc em Paris

As 12 estátuas da Joana d’Arc em Paris

31 minutos Antes de apresentar as 12 estátuas da Joana d’Arc em Paris vou resumir rapidamente um pouco da vida desta jovem mulher que morreu aos 19 anos queimada viva numa fogueira, e anos mais tarde se tornou heroína e Santa Padroeira da França. História: Joana d’Arc nasceu em 6 de janeiro de 1412, na cidade de Domrémy, região a leste da França, no departamento dos Vosges. Cidade que atualmente se chama, Domrémy-La-Pucelle (Domrémy-A-Virgem), em homenagem a sua ilustre habitante. Filha de Jacques d’Arc Continue lendo

O misterioso tesouro de Rennes-le-Château

O misterioso tesouro de Rennes-le-Château

19 minutos Localização Rennes-Le Château. Sul da França. O misterioso tesouro de Rennes-le-Château, cidade no sul da França, (região “Languedoc-Roussilion”), que possivelmente esconde um verdadeiro tesouro encontrado por uma padre da região, François Bérenger Saunière, e que até hoje gera debates, especulações, livros, filmes, documentários, jogos de vídeos, teses esotéricas bem complexas, sem que haja uma explicação histórica ou cientifica, para origem deste mistério. Um padre rebelde. François Béranger Saunière. Em 1885, François Béranger Saunière, com seus 33 anos, era um padre orgulhoso, dinâmico, ambicioso, de temperamento forte, Continue lendo

A maldição da sexta-feira 13 e o fim dos Templários

A maldição da sexta-feira 13 e o fim dos Templários

9 minutos Alguns anos depois do fim da 1° cruzada (1096-1099), com iniciativa de um cavalheiro francês da região de Champanha, Hugues de Payens foi fundada em 1119 uma milícia militar chamada “Os pobres Cavaleiros de Cristo”. Composta por nobres, e voluntários católicos com a missão de proteger os peregrinos do ocidente, que iam ou que voltavam de Jerusalém, em visita aos locais sagrados por onde Jesus Cristo passou, e principalmente o Santo Sepulcro. Os Templários. Hugues de Payens (1070-1136) Graças a inúmeras vitórias de Hugues Continue lendo

A maldição do diamante azul da coroa ou diamante Hope

A maldição do diamante azul da coroa ou diamante Hope

14 minutos Em 1663, Jean–Baptiste Tavernier (1605–1689), mercador parisiense, conhecido como um dos maiores aventureiros e exploradores do século XVII, preferido pelos de grandes soberanos por suas reportagens de viagens e negociações em diamantes, partiu precisamente para uma região da Índia, onde se encontrava os mais belos diamantes do mundo, Golconda, (atual estado de Andra Pradexe). O olho de diamante da deusa “Sita”. Conta uma das várias histórias, que um mineiro possivelmente explorando a mina de “Kollur”, perto do rio “Krishina” encontrou um diamante de grandes dimensões mas de Continue lendo