Histórias da França

A lenda da rocha e da passagem da bruxa em Montmatre

A lenda da rocha e da passagem da bruxa em Montmatre

3 minutos A lenda da rocha e da passagem da bruxa em Montmatre, se encontra escondida num caminho sinuoso, privativo, junto a uma escadaria íngreme, rodeada por belas residências, árvores e plantas, protegida por dois portões de ferro com fechaduras eletrônicas e senhas, entre o 23 da avenida Junot e 65 da rua Lepic, no 18° arrondissement, em Paris. Passagem da Bruxa (Passage de la Sorcière), Montmatre, (75018), Paris. A lenda da rocha e da passagem da bruxa em Montmatre: Muitas lendas e histórias Continue lendo

As 12 estátuas da Joana d’Arc em Paris

As 12 estátuas da Joana d’Arc em Paris

31 minutos Antes de apresentar as 12 estátuas da Joana d’Arc em Paris vou resumir rapidamente um pouco da vida desta jovem mulher que morreu aos 19 anos queimada viva numa fogueira, e anos mais tarde se tornou heroína e Santa Padroeira da França. História: Joana d’Arc nasceu em 6 de janeiro de 1412, na cidade de Domrémy, região a leste da França, no departamento dos Vosges. Cidade que atualmente se chama, Domrémy-La-Pucelle (Domrémy-A-Virgem), em homenagem a sua ilustre habitante. Filha de Jacques d’Arc Continue lendo

O misterioso tesouro de Rennes-le-Château

O misterioso tesouro de Rennes-le-Château

19 minutos Localização Rennes-Le Château. Sul da França. O misterioso tesouro de Rennes-le-Château, cidade no sul da França, (região “Languedoc-Roussilion”), que possivelmente esconde um verdadeiro tesouro encontrado por uma padre da região, François Bérenger Saunière, e que até hoje gera debates, especulações, livros, filmes, documentários, jogos de vídeos, teses esotéricas bem complexas, sem que haja uma explicação histórica ou cientifica, para origem deste mistério. Um padre rebelde. François Béranger Saunière. Em 1885, François Béranger Saunière, com seus 33 anos, era um padre orgulhoso, dinâmico, ambicioso, de temperamento forte, Continue lendo

A maldição da sexta-feira 13 e o fim dos Templários

A maldição da sexta-feira 13 e o fim dos Templários

9 minutos A maldição da sexta-feira 13 e o fim dos Templários. A história desse dia, que até hoje deixa qualquer supersticioso bem atento para que nada de mal lhe ocorra. Alguns anos depois do fim da 1° cruzada (1096-1099), com iniciativa de um cavalheiro francês da região de Champanha, Hugues de Payens (1074-1136) foi fundada em 1119 uma milícia militar chamada “Os pobres Cavaleiros de Cristo”. Moeda frente e verso medieval dos Templários. Composta por nobres, e voluntários católicos com a missão de proteger Continue lendo

A maldição do diamante azul da coroa ou diamante Hope

A maldição do diamante azul da coroa ou diamante Hope

14 minutos Em 1663, Jean–Baptiste Tavernier (1605–1689), mercador parisiense, conhecido como um dos maiores aventureiros e exploradores do século XVII, preferido pelos de grandes soberanos por suas reportagens de viagens e negociações em diamantes, partiu precisamente para uma região da Índia, onde se encontrava os mais belos diamantes do mundo, Golconda, (atual estado de Andra Pradexe). O olho de diamante da deusa “Sita”. Conta uma das várias histórias, que um mineiro possivelmente explorando a mina de “Kollur”, perto do rio “Krishina” encontrou um diamante de grandes dimensões mas de Continue lendo

As duas múmias da Praça da Bastilha

As duas múmias da Praça da Bastilha

6 minutos Pesquisando em  fontes confiáveis cheguei a conclusão que existe duas versões para a lenda das duas múmias da Praça da Bastilha, uma de 1801 e outra de 1827, mas nenhuma com provas concretas e detalhes significantes que justifique qual versão é a correta, somente histórias contadas por antigos historiadores e contos populares. 1801: Versão Napoleão Bonaparte. Em 1798, o general Napoleão Bonaparte (1769-1821), futuro Napoleão I°, partiu em campanha na África com a pretensão de conquistar o Egito e outros países, e assim bloquear Continue lendo

Victor Noir símbolo sexual do cemitério Père-Lachaise

Victor Noir símbolo sexual do cemitério Père-Lachaise

10 minutos A incrível história de Victor Noir símbolo sexual do cemitério Père-Lachaise que se tornou um símbolo republicano e a lenda p/ mulheres. O jovem assassinado. Yvan Salmon ou Victor Noir (184-1870). Yvan Salmon ou Victor Noir como era conhecido foi um jornalista do segundo Império, nasceu 27 de julho de 1848, em Attigny, na região Vosges e morreu em Paris, em 10 de janeiro de 1870, assassinado aos 21 anos, com um tiro no peito, por Pierre–Napoleão Bonaparte, primo do imperador Napoleão III. Nesta época, Napoleão III encontrava-se ameaçado por vários políticos democratas que Continue lendo

O massacre da noite de São Bartolomeu

O massacre da noite de São Bartolomeu

16 minutos O massacre da noite de São Bartolomeu ou em francês: “Massacre de la Saint Barthélemy”. Em agosto de 1572, milhares de huguenotes (protestantes franceses) deixaram suas regiões da França, e vieram para Paris como convidados para assistirem a cerimônia de casamento do seu líder e rei, Henrique III de Navarra, (futuro rei da França, o famoso, Henrique IV), com a irmã do jovem rei Carlos IX, a bela princesa, Margarida de Valois (futura rainha Margot). O Casamento de interesses. Um casamento organizado Continue lendo

O Homem Vermelho do Palácio das Tulherias

O Homem Vermelho do Palácio das Tulherias

9 minutos O Homem Vermelho do Palácio das Tulherias durante alguns séculos foi marcado por uma misteriosa lenda que assombrou os espíritos e comportamentos de seus ilustres e soberanos moradores. Reis, rainhas, e imperadores fizeram de tudo para não encontrar esse famoso fantasma ensanguentado que anunciava com morte súbita ou trágica para quem o avistasse. Palácio das Tulherias. Palácio das Tulherias, arquiteto Philibert de l’Orme (1514-1570). Teve início em 1564, depois da morte trágica e acidental do rei Henrique II (1519-1559), quando Catarina de Médici (1519-1589), Continue lendo

Museu do Louvre durante a Segunda Guerra Mundial

Museu do Louvre durante a Segunda Guerra Mundial

6 minutos Museu do Louvre durante a Segunda Guerra Mundial. Em 1932, com a subida dos nacionalistas ao poder na Alemanha, diretores de diversos museus da França, prepararam uma lista das principais coleções públicas e privadas, que deveriam serem escondidas em caso de conflito. Em 1938, quando Hitler invadiu a Áustria e uma parte da Checoslováquia, as autoridades francesas temendo uma iminente guerra, e se baseando nesta lista pré-estabelecida começaram uma verdadeira operação de evacuação das obras de arte para destinos secretos. Castelo de Continue lendo